Ir para conteúdo
Imagem 0
Partilhar conhecimento
para a cibersegurança de todos

Um Observatório, por definição, analisa uma dada realidade com o objetivo de a tornar mais compreensível e, portanto, a ação em relação à mesma mais consciente e estratégica. O Observatório de Cibersegurança visa observar o fenómeno da cibersegurança em Portugal, nas suas mais variadas componentes, de modo a informar as partes interessadas e a suportar a definição de políticas públicas. Com uma visão multidisciplinar, o Observatório de Cibersegurança sistematiza informação disponível ou promove a sua recolha nos domínios da Sociedade, Economia, Políticas Públicas, Ética e Direito, Riscos e Conflitos, bem como Inovação e Tecnologias Futuras.

Consulte os Relatórios e os Boletins já publicados pelo Observatório.


Linhas de Observação


Relatórios

RELATÓRIO RISCOS E CONFLITOS 2021

O Relatório Riscos & Conflitos de 2021 analisa o ano de 2020 e perspetiva os anos de 2021 e 2022, recorrendo a indicadores produzidos pelo próprio CNCS, a contributos de vários parceiros e a dados resultantes de inquéritos realizados à comunidade, a que acresce uma panorâmica sobre dados públicos de outras entidades.

Para aceder ao documento

Para aceder ao “Relatório em 15 minutos”
Imagem RELATÓRIO ÉTICA E DIREITO 2020




RELATÓRIO ÉTICA E DIREITO 2020

O Relatório Cibersegurança em Portugal – Ética & Direito 2020 descreve alguns dos problemas éticos que se colocam à cibersegurança e faz um histórico das leis portuguesas e europeias que se relacionam com este domínio. Procura ainda mostrar alguns aspetos ligados à aplicação destas mesmas leis em Portugal.

Para aceder ao documento
Imagem RELATÓRIO ÉTICA E DIREITO 2020




RELATÓRIO SOCIEDADE 2020

O Relatório Cibersegurança em Portugal – Sociedade 2020 é a segunda edição do Relatório da Linha de Observação Sociedade. Tal como na primeira edição, de 2019, este documento apresenta indicadores sobre atitudes e comportamentos, bem como educação e sensibilização, em relação à cibersegurança, em Portugal. Esta edição atualiza dados do Relatório anterior, mas também acrescenta informação sobre as organizações. Faz ainda uma análise global que permite ter uma perspetiva sintética sobre esta realidade, apresentando os pontos fortes e os pontos fracos do país nestas matérias.

Para aceder ao documento
Imagem RELATÓRIO SOCIEDADE 2020




RELATÓRIO RISCOS & CONFLITOS 2020

O Relatório Riscos & Conflitos 2020 apresenta os principais indicadores de riscos e conflitos no âmbito da cibersegurança, tendo em conta atores, incidentes, ameaças e prospetivas, com enfoque no ciberespaço de interesse nacional português, em relação ao ano de 2019, mas também considerando anos anteriores e possíveis desenvolvimentos futuros.

Atualizações ao documento:

1ª - 26/06/2020
2ª - 18/06/2021

Para aceder ao documento
Image RELATÓRIO RISCOS & CONFLITOS 2020




RELATÓRIO SOCIEDADE 2019

O Relatório Sociedade 2019 apresenta um conjunto de indicadores de diversas fontes, respeitantes às atitudes, aos comportamentos e à educação/sensibilização dos portugueses relativamente à cibersegurança.
Este Relatório privilegia os dados mais recentes, comparáveis internacionalmente e observáveis ao longo do tempo.

Atualizações ao documento:

1ª - 02/01/2020
2ª - 16/01/2020

Para aceder ao documento
Image RELATÓRIO SOCIDADE 2019

Boletins do Observatório de Cibersegurança

O Boletim do Observatório de Cibersegurança é uma Newsletter de divulgação de dados, tendências, eventos e documentos que ajudam a conhecer o estado da Cibersegurança em Portugal nos seus vários domínios, chamando a atenção para conteúdos considerados relevantes durante o período em causa.

Inquéritos

O Observatório de Cibersegurança desenvolve inquéritos, frequentemente em colaboração com outras entidades parceiras, sobre o estado da cibersegurança nos mais variados domínios.

Inquérito Cibersegurança e Ensino a Distância – janeiro de 2021

Image Inquéritos

Este inquérito, em colaboração com a Direção-Geral da Educação, foi dirigido aos docentes do ensino não superior e incide sobre os comportamentos relacionados com a cibersegurança vividos pela classe docente durante o segundo semestre do ano letivo 2019/2020, durante o qual o ensino a distância substituiu o ensino presencial, fruto da pandemia de Covid-19.

Consulte o documento na íntegra aqui


Referências e dados PT

O Observatório de Cibersegurança tem uma abordagem multidisciplinar ao fenómeno da segurança informática, integrando no seu campo de observação várias áreas de conhecimento. São elas a Sociedade, a Economia, as Políticas Públicas, a Ética e o Direito, os Riscos e Conflitos, bem como a Inovação e Tecnologias Futuras. Disponibilizamos de seguida um conjunto de documentos públicos, de entidades nacionais e internacionais, que servem de fonte ao estudo de cada uma destas vertentes da Cibersegurança em Portugal.


Missão, visão e valores

MISSÃO

O Observatório de Cibersegurança pretende ser uma plataforma de análise e sistematização de conhecimento, bem como de debate, em torno de temas multidisciplinares da cibersegurança, identificando tendências com referências temporais e articulando as várias partes interessadas na recolha de informação.


VISÃO

Desenvolvimento e difusão do conhecimento multidisciplinar sobre cibersegurança na criação de uma sociedade mais segura e consciente dos riscos inerentes ao ciberespaço.


OBJETIVOS
  • Sistematizar os conhecimentos e os dados disponíveis sobre comportamentos, tecnologia e mercado no âmbito da cibersegurança;
  • Identificar tendências com base na informação sistematizada;
  • Promover o debate e a reflexão em torno da cibersegurança, articulando o ensino superior, o setor público e o setor privado;
  • Contribuir para a construção de modelos de boas práticas e para a definição de políticas públicas.

Conselho Consultivo e Parceiros

Como modelo de governança, o Observatório de Cibersegurança funciona em duas esferas:


CONSELHO CONSULTIVO

Constituído por académicos de cada uma das áreas científicas das Linhas de Observação, tem como missão avaliar, propor e discutir indicadores, pesquisas e produtos, bem como sugerir a elaboração de documentos e a realização de encontros. O Conselho Consultivo deve trabalhar como conjunto, mas, eventualmente, poderá ser dividido em grupos de trabalho setoriais.


ATUAIS MEMBROS DO CONSELHO CONSULTIVO

l
Alexandre Sousa Pinheiro Professor Universitário em Direito
António Brandão Moniz Faculdade de Ciências e Tecnologia – Universidade Nova de Lisboa
José Luís Garcia Instituto de Ciências Sociais – Universidade de Lisboa
Luís Antunes Faculdade de Ciências – Universidade do Porto
Manuel Mira Godinho Instituto Superior de Economia e Gestão – Universidade de Lisboa
Maria Eduarda Gonçalves ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa
Paulo Esteves-Veríssimo KAUST - King Abdullah University of Science and Technology
Pedro Miguel Alves Ribeiro Correia Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – Universidade de Lisboa
Sandro Miguel Ferreira Mendonça ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa


PARCEIROS
Numa lógica de envolvimento da comunidade, pretende criar-se relações no âmbito do Observatório de Cibersegurança com entidades da sociedade civil, com as quais se procura contactar e estabelecer parcerias. Estas entidades podem contribuir de três modos diferentes, dependendo das suas características, para o conhecimento sobre a cibersegurança em Portugal: produzindo estatísticas; desenvolvendo I&D; ou mediando a recolha de dados junto dos públicos-alvo.

Última atualização em 26-08-2021