Ir para conteúdo

SUMÁRIO EXECUTIVO

O objetivo deste Relatório é analisar os principais indicadores de riscos e conflitos no âmbito da cibersegurança, com enfoque no ciberespaço de interesse nacional português, em relação ao ano de 2019, mas também considerando anos anteriores e possíveis desenvolvimentos futuros. Esta análise é dividida em dois blocos.

O primeiro bloco diz respeito a Atores e Incidentes, em que se apresentam e interpretam os principais indicadores sobre organizações e indivíduos a este respeito, sobretudo enquanto vítimas, bem como sobre os incidentes e os cibercrimes registados. Esta parte desenvolve-se com base em números que expressam acontecimentos confirmados, permitindo identificar os que são dominantes e algumas tendências.

O segundo bloco, Ameaças e Prospetivas, analisa agentes e táticas, técnicas e procedimentos que representam ameaças para a segurança do ciberespaço de interesse nacional, tendo em conta os acontecimentos confirmados em 2019 e aqueles que podem perspetivar-se para 2020 e 2021. As análises que esta parte expõe apresentam-se mais como hipóteses fortes do que como factos consumados, ainda que pretendam contribuir para a construção de horizontes de ação orientadores dos atores do ciberespaço.

Este documento utiliza algumas fontes abertas, mas também dados recolhidos diretamente pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS). Uma componente importante das análises realizadas resulta dos contributos dos vários parceiros ligados à Justiça e à Segurança que se prestaram a colaborar neste trabalho.


Seguinte
Última atualização em 13-07-2021