Notificar incidente

Exercício Nacional de Cibersegurança termina com balanço positivo

Balanço positivo do Exercício Nacional de Cibersegurança O último dia do Exercício contou com a presença do Presidente da República e da Ministra da Presidência e Modernização Administrativa e do Ministro da Administração Interna

O Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) realizou, ao longo de dois dias, a segunda edição do Exercício Nacional de Cibersegurança (ExNCS), que terminou hoje com um balanço positivo no que toca ao desenrolar da ação e à resolução de incidentes no ciberespaço por parte das entidades envolvidas como jogadores. Neste sentido, destacou-se a cooperação e articulação entre as entidades participantes na resposta aos incidentes simulados, que resultaram na troca de mais de 1000 mensagens, em contexto de jogo.


Tendo em conta o cenário escolhido para este ano – o Processo Eleitoral, e todas as suas envolventes – este último dia de jogo correspondeu à véspera e ao próprio dia de eleições. Ainda no cenário de exercício, foram simulados vários incidentes, tais como, informações falsas nos painéis de estrada, ataques de ransomware aos órgãos de comunicação social e aos operadores de telecomunicações, alguns defacements em websites, nomeadamente a empresas ligadas ao setor da energia, e ainda, ações de propaganda eleitoral. Também se fizeram sentir falhas no fornecimento elétrico, assim como, ações de desinformação, em particular um alerta meteorológico falso na região da Madeira.


Recorde-se que o Processo Eleitoral foi o cenário escolhido para a realização deste exercício, que contou com 22 entidades como jogadores, entre as quais, Agência Lusa, Altice Portugal, ANACOM, Centro de Ciberdefesa ERC, ERSE Gabinete Cibercrime da Procuradoria Geral da República, IGFEJ, Infraestruturas de Portugal Microsoft, NOS, NOWO, A Unidade de Combate ao Cibercrime da Polícia Judiciária UNC3T, REN, Secretaria Geral do MAI, SSI, SIRP, Governo Regional da Madeira e Vodafone Portugal. A modalidade de observador também foi denotada ao longo dos dois dias, com a participação de cerca de 10 entidades, maioritariamente do setor público.


O Exercício em causa contou com a cooperação da Comissão Nacional de Eleições e com o apoio da Agência Europeia para as Redes e Sistemas de Informação (ENISA).


A participação do Presidente da República e membros do Governo nesta edição, reforça a importância da cibersegurança no âmbito nacional.